Planeta Potencialmente Habitável Logo Ali – Proxima B é o mais próximo da Terra

O mundo habitável mais próximo de nós pode estar na nossa vizinhança espacial, segundo um estudo recém-publicado na revista Nature. Cientistas da Universidade Queen Mary de Londres, no Reino Unido, dizem que a estrela mais próxima de nosso Sistema Solar, a Proxima Centauri, é orbitada por um planeta do tamanho da Terra, o Proxima b.




Saiba Mais:

Possível Cura da Aids – Descoberta de um Brasileiro

Música Suicida – Conheça a música associada a mais de 300 suicídios

Malhar Pelado? Novidade nas academias – Confere!

“Acredito que essa seja a descoberta mais importante possível de um exoplaneta”, diz Carole Haswell, pesquisadora da Open University, em referência ao nome dado a mundos existentes fora do nosso Sistema Solar. “O que poderia superar um planeta habitável que orbita a estrela mais próxima do Sol?”

Entenda a seguir o que torna este achado tão significativo.

1. Proxima b está bem perto de nós

Em escala espacial, esse planeta é praticamente um vizinho da Terra. Está a apenas 4 anos-luz de distância. Ele estava “escondido” bem embaixo de nossos narizes, orbitando a estrela mais próxima ao nosso Sistema Solar, Proxima Centauri.

ESO

24ago2016---ilustracao-mostra-como-pode-ser-a-superficie-do-planeta-proxima-b-que-orbita-a-estrela-proxima-centauri-a-mais-proxima-do-sol-1472059730967_615x300



2. É um planeta parecido com a Terra

Proxima b tem dimensões bem parecidas com a do nosso mundo. E, assim como a Terra, cientistas acreditam se tratar de um planeta sólido e rochoso.

3. É possível que tenha água líquida

O planeta está se movendo a 7,3 milhões de km de sua estrela, uma distância consideravelmente menor do que a da Terra para o Sol, de 149 milhões de km.

Mas Proxima Centauri é uma estrela-anã vermelha, ou seja, bem menor e mais fria do que o nosso Sol, então, Proxima b acaba recebendo 70% do fluxo de energia que normalmente atinge a Terra.

Nessas condições, o planeta não é quente ou frio demais para que exista água em estado líquido em sua superfície. Se houver, também pode haver vida nele.

Mas ainda é preciso determinar se ele tem ou não uma atmosfera, o que é muito importante para essa hipótese.

4. Mas a radiação é um problema…

Proxima b orbita um tipo de estrela muito ativa e que emite uma forte radiação por meio de explosões.

Isso tornaria desafiador que qualquer coisa sobreviva em sua superfície, mas alguns cientistas acreditam que esse fator não necessariamente elimina a possibilidade de o planeta abrigar vida.

5. E chegar lá ainda é uma missão impossível

Apesar de ser o exoplaneta mais próximo que já encontramos, levaríamos, com a tecnologia atual, milhares de anos para percorrer os 40 trilhões de quilômetros que nos separam dele.




Ainda assim, é um ótimo objeto de estudo para a ciência. E, com a ajuda de telecópios posicionados na Terra e no espaço, será possível observá-lo mais de perto para checar se Proxima b de fato tem as condições ideias para vida.

“Claro, ir até lá atualmente é ficção científica”, diz Guillem Anglada-Escudé, integrante da equipe que revelou a existência do planeta.

“Mas não é mais apenas um exercício de imaginação pensar em enviar uma sonda até ele algum dia.”

Matérias Relacionadas

Noticias curiosas, mistérios, fotos curiosas, videos engraçados is Stephen Fry proof thanks to caching by WP Super Cache